Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Saad Hariri: De Riade para Paris sem passar por Beirute

Saad Hariri: De Riade para Paris sem passar por Beirute
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês, Emmanuel Macron, convidou o ex-primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri e a família para passarem uns dias em França. Paris tenta mediar a tensão crescente entre a influência iraniana e saudita em território libanês.

“Precisamos de um Líbano forte, de uma integridade territorial no Líbano e precisamos de ter dirigentes livres de fazer as suas escolhas e de exprimi-las. Encontrei-me com o príncipe herdeiro, Mohammed Bin Salman e com o primeiro-ministro Saad Hariri e decidimos que eu o convidaria para vir alguns dias a França com a família, disse.

O Líbano vive, de novo, uma profunda crise política.
Saad Hariri surpreendeu ao anunciar a demissão no dia 4 de novembro, a partir da Arábia Saudita, denunciando o controlo total da sociedade libanesa pelo hezbollah xiita, controlado pelo Irão.

Rumores sobre a eventualidade de estar retido pelo governo saudita têm corrido nos últimos dias. O presidente libanês, Michel Aoun diz que nada justifica que o chefe do governo não regrese ao Línbano e acusa Riade de o manter em cativeiro.