Justiça argentina quer fim de imunidade de Kirchner

Justiça argentina quer fim de imunidade de Kirchner
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Justiça argentina quer que Câmara Alta do parlamento retire imunidade à ex-presidente Kirchner para que esta possa ser detida.

PUBLICIDADE

A justiça argentina pediu à Câmara Alta do parlamento o levantamento da imunidade de Cristina Kirchner, já que sobre ela recai um mandado de detenção. A ex-presidente da Argentina está acusada de "traição" por ter, alegadamente, feito um pacto com o Irão para encobrir altos funcionários deste país, suspeitos de terem ordenado um atentado contra a sede da Associação Mutualista Israelita Argentina (Amia) em 1994. Kirchner foi eleita senadora em outubro último e deverá assumir funções a 10 de dezembro.

Foi também decretada a prisão do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, Hector Timermann, e de outros altos funcionários argentinos.

(Com Lusa)

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina

Argentina fora dos BRICS por decisão de Milei

Manifestação contra Javier Milei reprimida pela polícia argentina