EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Ex-diretor adjunto do FBI alega pressão política de Trump para sair

Ex-diretor adjunto do FBI alega pressão política de Trump para sair
Direitos de autor  REUTERS/Aaron P. Bernstein/File Photo
Direitos de autor  REUTERS/Aaron P. Bernstein/File Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Andrew McCabe era um alvo habitual do presidente dos Estados Unidos da América nas suas mensagens no Twitter e foi agora demitido pelo procurador-geral, Jeff Sessions.

PUBLICIDADE

Fim da linha para Andrew McCabe no FBI. O diretor adjunto da instituição foi demitido pelo procurador geral Jeff Sessions por alegada fuga de informação para a imprensa.

No entanto, McCabe garante que está a ser um alvo político da administração de Donald Trump, depois de ter corroborado as declarações do seu antigo diretor, James Comey, demitido pelo presidente norte-americano em maio de 2017.

McCabe era há muito criticado por Donald Trump no Twitter, que o acusou de ser próximo da família Clinton. Em causa estão as alegadas pressões do líder da Casa Branca acerca da investigação à interferência da Rússia nas eleições presidenciais e as ligações à campanha de Trump.

Entretanto, o presidente norte-americano já expressou a sua satisfação pela saída de McCabe, considerando-o "um grande dia" para o FBI.

A dois dias de completar 50 anos e de conseguir a reforma antecipada, Andrew McCabe arrisca-se agora a sofrer grandes cortes na sua pensão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"