Última hora

Última hora

Carles Puigdemont obrigado a permanecer na Alemanha

Em leitura:

Carles Puigdemont obrigado a permanecer na Alemanha

Carles Puigdemont obrigado a permanecer na Alemanha
Tamanho do texto Aa Aa

Carles Puigdemont já saiu da prisão. O ex-líder catalão abandonou o estabelecimento prisional de Neumünster, no norte da Alemanha, esta sexta-feira, depois de ter pago uma fiança no valor de 75 mil euros.

O independentista foi detido no final de março pela polícia alemã pouco depois de ter entrado no país pela fronteira dinamarquesa quando se dirigia para Bruxelas. A justiça concluiu que "os atos imputados" ao independentista "não são puníveis na Alemanha ao abrigo da legislação" em vigor no país. À saída da prisão, Puigdemont lançou alguns apelos.

"Apelo à libertação imediata de todos os meus colegas que estão detidos nas prisões espanholas. É uma vergonha para a Europa que existam presos políticos. É tempo de dialogarmos. Há vários anos que apelamos ao diálogo e recebemos uma resposta violenta e repressiva" refere o líder catalão independentista.

A Procuradoria descartou a hipótese de extraditar o ex-dirigente catalão pelo crime de rebelião. Puigdemont pode, no entanto, ser extraditado pelo crime de corrupção.

O independentista vai aguardar pela decisão da justiça em liberdade condicional. Até lá fica obrigado a apresentar-se, semanalmente, às autoridades e impedido de abandonar o país.