EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Síria: Moscovo pede provas do ataque químico

Síria: Moscovo pede provas do ataque químico
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Rússia quer ver as provas que desencadearam a ação militar de Estados Unidos, França e Reino Unido na Síria

PUBLICIDADE

Estas imagens captaram a chegada dos peritos Organização para a Proibição das Armas Químicas a Damasco. A equipa chegou à Síria, este sábado, para a investigar o alegado ataque químico em Douma poucos horas depois do ataque conjunto dos Estados Unidos, Reino Unido e França. Uma decisão controversa que levou a Rússia a pedir uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. O encontro aconteceu, mas Moscovo viu rejeitada a resolução que condenava a ação militar na Síria.

O secretário-geral da NATO confirmou, entretanto, que os membros da Aliança - 29 no total - apoiaram os ataques.

A Aliança Atlântica acusa a Rússia de ter deixado os países ocidentais sem alternativa ao obstruir as iniciativas tomadas no Conselho de Segurança da ONU.

Moscovo pediu, entretanto, para ver as provas que Estados Unidos, França e Reino Unido dizem ter sobre alegado ataque químico em Douma, que originou ação militar deste sábado na Síria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ações criminais contra ataques da Síria chegam ao Ministério Público alemão

EUA preparam novas sanções à Rússia

Afegãos procuram sobreviventes após as inundações que causaram centenas de mortos