Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Fundação de George Soros deixa Hungria com críticas a Viktor Orbán

Fundação de George Soros deixa Hungria com críticas a Viktor Orbán
Direitos de autor
REUTERS/Bernadett Szabo
Tamanho do texto Aa Aa

A fundação Open Society do milionário George Soros anunciou esta terça-feira que vai deixar Budapeste devido ao clima político repressivo.

Em comunicado, a organização não governamental do investidor americano de origem húngara revelou que vai mudar as suas operações para Berlim.

Com uma acusação clara ao governo liderado pelo primeiro-ministro Viktor Orbán, a fundação garantiu todavia que vai continuar a apoiar a luta pelos direitos humanos e outros projetos na Hungria.

Esta decisão é o culminar de uma guerra declarada por Viktor Orbán ao empresário. Soros foi um dos alvos de Orbán na última campanha eleitoral, com o líder húngaro a apontar o dedo ao milionário pela sua defesa da integração de migrantes.

O anunciado projeto de uma lei mais restritiva sobre ONG's no país acabou por acelerar a saída da fundação Open Society.

Espera-se que esta nova lei se torne uma das primeiras a ser aprovada pelo novo parlamento húngaro.