A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Massacre no norte de Moçambique

Massacre no norte de Moçambique
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No norte de Moçambique, um novo ataque, alegadamente perpetrado por milícias islamitas, está a chocar a população: Tudo aconteceu em duas aldeias do distrito de Palma. A polícia está a perseguir os autores deste novo massacre em que dez pessoas foram decapitadas com catanas, incluindo dois adolescentes. O episódio chega depois da divulgação de um estudo, segundo o qual o Al-Shabab e outros grupos radicais estavam a treinar estas milícias, autoras de pelo menos dois ataques na província de Cabo Delgado.

"Este é um grupo que foi amplamente fragilizado. Assistimos a um total desespero deste grupo. Tentam buscar algum protagonismo, cometendo este ato hediondo", disse Inácio Dina, porta-voz da polícia moçambicana.

Estes grupos armados estão ativos sobretudo no norte de Moçambique, uma região para a qual a recuperação económica que se seguiu ao fim da guerra civil passou ao lado. Os ataques mais graves aconteceram em Mocímboa da Praia, uma vila piscatória da província de Cabo Delgado, em outubro e novembro do ano passado - ataques que causaram uma grande revolta na população local.