Massacre no norte de Moçambique

Massacre no norte de Moçambique
De  Ricardo Figueira com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dez pessoas foram decapitadas à catanada, alegadamente por milícias islamitas. Polícia procura os culpados.

PUBLICIDADE

No norte de Moçambique, um novo ataque, alegadamente perpetrado por milícias islamitas, está a chocar a população: Tudo aconteceu em duas aldeias do distrito de Palma. A polícia está a perseguir os autores deste novo massacre em que dez pessoas foram decapitadas com catanas, incluindo dois adolescentes. O episódio chega depois da divulgação de um estudo, segundo o qual o Al-Shabab e outros grupos radicais estavam a treinar estas milícias, autoras de pelo menos dois ataques na província de Cabo Delgado.

"Este é um grupo que foi amplamente fragilizado. Assistimos a um total desespero deste grupo. Tentam buscar algum protagonismo, cometendo este ato hediondo", disse Inácio Dina, porta-voz da polícia moçambicana.

Estes grupos armados estão ativos sobretudo no norte de Moçambique, uma região para a qual a recuperação económica que se seguiu ao fim da guerra civil passou ao lado. Os ataques mais graves aconteceram em Mocímboa da Praia, uma vila piscatória da província de Cabo Delgado, em outubro e novembro do ano passado - ataques que causaram uma grande revolta na população local.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Refugiados moçambicanos regressam a casa

Líder de grupo criminoso internacional detido em Espanha

Espiral de violência no Equador