Última hora
This content is not available in your region

Nova Iorque quer limitar licenças de serviços como Uber

euronews_icons_loading
Nova Iorque quer limitar licenças de serviços como Uber
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades municipais de Nova Iorque votaram no sentido de limitar o número de licenças concedidas anualmente a serviços de táxi digitais como a Uber e Lyft.

A decisão faz parte de um pacote de medidas destinadas a regular o setor. A ser aprovado, o pacote inclui a imposição de um salário mínimo para os condutores.

A Uber já reagiu condenando a iniciativa. A aplicação digital afirma que oferece uma alternativa aos serviços de transportes públicos da cidade que classifica como desadequados.

As autoridades locais afirmam que o trânsito na cidade está a ficar cada vez mais congestionado e responsabilizam o aumento no número de condutores que trabalham para estas aplicações.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.