Última hora

Última hora

Tragédia em Génova: reações ao colapso da ponte

Em leitura:

Tragédia em Génova: reações ao colapso da ponte

Tragédia em Génova: reações ao colapso da ponte
Tamanho do texto Aa Aa

A manifestação ontem na cidade de Génova e a recusa de celebração de funerais de estado por parte de familiares das vítimas demonstram que o clima na cidade é claramente de tensão e sério descontentamento.

As razões são óbvias. Em primeiro lugar, mais de 600 pessoas, que viviam nos edifícios situados debaixo ou ao redor da ponte que caíu, foram evacuadas e poderão nunca voltar a casa, pois estes edifícios terão que ser demolidos, juntamente com o troço de ponte que não caíu, para poder ser construída uma ponte nova.

Apesar das garantias de alojamento por parte do governo italiano, mais de 300 famílias não têm informação sobre quando serão realojadas, para onde irão viver e as restantes condições do novo alojamento.

Em segundo lugar, a população de Génova queixa-se também que há muito que era sabido que a dita ponte tinha uma série de problemas e que, apesar disso, nada foi feito para prevenir a tragédia.