Última hora
This content is not available in your region

Descoberta revolucionária na área da cegueira premiada em Lisboa

euronews_icons_loading
Descoberta revolucionária na área da cegueira premiada em Lisboa
Tamanho do texto Aa Aa

Foi sob os auspícios do rio Tejo que sete investigadores americanos e britânicos foram distinguidos por uma descoberta revolucionária na área da cegueira.

A Fundação Champalimaud atribuiu o prémio Visão (no valor de um milhão de euros), pelas mãos do Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, à equipa que se centrou nos avanços do cientista Michael Redmond.

Em causa está uma terapia genética inédita que permite curar uma forma de cegueira hereditária, a amaurose congénita de Leber, que se manifesta durante a infância.

O tratamento já está disponível em seis centros médicos nos Estados Unidos.

Numa outra valência, a Fundação Champalimaud anunciou também a abertura em 2020 de um pioneiro centro de investigação e tratamento do cancro do pâncreas.

A nova infraestrutura será construída no terreno contíguo às instalações atuais.

O futuro complexo integrará o nome de Botton, a família que canalizou 50 milhões de euros para que este projeto fosse lançado.