Última hora

Turquia diz ter partilhado gravações do assassinato de Khashoggi

Turquia diz ter partilhado gravações do assassinato de Khashoggi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, confirmou a existência de gravações do assassinato do jornalista e escritor Jamal Khashoggi, a 2 de outubro no consulado saudita em Istambul. Alega ter partilhado estas informações com os EUA, Reino Unido e com a Arábia Saudita - entre outros países. O jornalista estava exilado nos Estados Unidos desde 2017 e era um crítico dos governantes sauditas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.