Última hora
This content is not available in your region

Turquia diz ter partilhado gravações do assassinato de Khashoggi

euronews_icons_loading
Turquia diz ter partilhado gravações do assassinato de Khashoggi
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, confirmou a existência de gravações do assassinato do jornalista e escritor Jamal Khashoggi, a 2 de outubro no consulado saudita em Istambul. Alega ter partilhado estas informações com os EUA, Reino Unido e com a Arábia Saudita - entre outros países. O jornalista estava exilado nos Estados Unidos desde 2017 e era um crítico dos governantes sauditas.