Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Trump anuncia retirada total da Síria

Trump anuncia retirada total da Síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump decretou a vitória sobre o Estado Islâmico na Síria e ordenou o início da retirada total das tropas norte-americanas do país.

O anúncio surpreendeu legisladores, aliados e mesmo os conselheiros em segurança nacional do presidente dos Estados Unidos.

Para além da já habitual comunicação pelo Twitter, Trump difundiu um vídeo onde afirma:

"Estamos a lutar há muito tempo na Síria. Sou presidente há quase dois anos e nós progredimos bastante e vencemos o Estado Islâmico, de forma clara. Recuperámos o território e agora chegou o momento das nossas tropas voltarem para casa."

A decisão atraiu, no entanto, críticas tanto da oposição democrata como do próprio campo republicano.

Tim Kaine, senador democrata da Virginia: "Esta decisão foi tomada com o conselho do Exército? Ou contra? É a primeira questão que quero ver respondida."

Marco Rubio, senador republicado da Flórida: "Agora que os Estados Unidos vão retirar da Síria, estamos a entregar basicamente o país à Rússia e, em grande medida, ao Irão."

Atualmente, há cerca de 2000 soldados norte-americanos destacados no norte da Síria, essencialmente membros de forças especiais mobilizados para o combate contra o Estado Islâmico e para o treino das forças locais implicadas na reconquista das áreas controladas pelo grupo extremista.