Última hora

Última hora

"O problema é que o tsunami ocorreu durante a maré alta"

"O problema é que o tsunami ocorreu durante a maré alta"
Tamanho do texto Aa Aa

A tragédia deixou à vista de todos os estragos. O mar entrou por terra na Indonésia e não deu tempo a ninguém de fugir.

"Estava em casa a ver televisão naquele momento. Ouvi um som estrondoso e achei que era o vento. Depois abri a porta e a água entrou rapidamente e foi tudo arrastado. Depois olhei para fora e o mar estava a ir para trás. Decidi correr e fugir e a água veio pela segunda vez", contou Yuni, uma das sobreviventes do tsunami.

Centenas de pessoas viram as próprias casas arrastadas pelas águas, aguardam agora, em centros de abrigo, ordem para poder regressar e recomeçar uma vida nova.

Rustina, um pescador local, foi apanhado por uma onda, ele e a família, enquanto carregavam o carro de material para trabalhar. "Corremos e fugimos", disse.

Os pedidos de desculpa por parte do governo depois do aviso errado de que se tratava apenas de uma maré alta não pouparam vidas e, agora, querem-se respostas.

Simon Boxall, oceanógrafo, explicou que o fenómeno terá sido desta dimensão porque o tsunami ocorreu durante a maré alta.

"O tsunami que foi criado era, digamos, apenas de três metros." explica. "O problema é que ocorreu durante a maré alta, o que significa que os níveis de água já estavam muito, muito altos.", disse.

Segundo o especialista, mesmo com aviso antecipado, o maremoto não teria dado tempo às pessoas de fugir.

"Houve muito pouco aviso. Só demoraria cerca de 10 minutos para o tsunami atingir a costa oeste e levava cerca de uma hora para chegar ao leste, mas mesmo assim houve muito pouco tempo para receber um alerta e não há dispositivos de avisos antecipados nesta área.", concluiu.

Os avisos não chegaram e tornaram este fenómeno natural numa tragédia não anunciada.