Tony Blair: "Caminhamos no sentido de um novo referendo"

Tony Blair: "Caminhamos no sentido de um novo referendo"
Tamanho do texto Aa Aa

Segundo os peritos reunidos em Davos para o Fórum Económico Mundial, o brexit é um dos fatores que ameaçam o crescimento global.

Numa entrevista à Euronews sobre os desenvolvimentos dramáticos da semana passada no Reino Unido, o ex-primeiro ministro britânico Tony Blair afirmou:

"O cenário do brexit sem acordo seria uma péssima ideia para a economia britânica. Acho que é altamente improvável, porque há uma grande maioria no Parlamento contra esse cenário e há até vários ministros que não o apoiaríam. Por isso, acho que é altamente improvável, mas não impossível, e se acontecesse seria com certeza extremamente grave."

Em relação à possibilidade de um novo referendo, o ex-primeiro ministro britânico sublinhou:

"Penso que [o referendo] é a única maneira para resolver o impasse do brexit porque no fim o Parlamento não poderá, na minha opinião, resolvê-lo. Aliás, o problema com o acordo que a primeira-ministra apresentou ao parlamento e que foi derrotado foi que este não resolveu a questão central, que é a da futura relação comercial da Grã-Bretanha com a União Europeia, uma das principais razões pela qual o acordo foi rejeitado. Por isso, esta situação atingiu agora a maturidade e, na minha opinião chegou o momento certo para a condução de tal referendo. Será difícil, pois não existe ainda uma maioria parlamentar para esse fim, mas acho que caminhamos nesse sentido."