Última hora

Prisão perpétua para sete envolvidos nos atentados de 2015

Prisão perpétua para sete envolvidos nos atentados de 2015
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça tunisina condenou à prisão perpétua sete "jihadistas" considerados culpados de envolvimento nos atentados que fizeram 60 mortos em 2015 no país, na maioria turistas estrangeiros, nomeadamente provenientes do Reino Unido, Espanha, França e Itália.

No total, 51 tunisinos foram julgados nos dois processos pelo ataque contra o museu Bardo de Tunes a 18 de março de 2015 e na estação balnear de Sousse, a 26 de junho do mesmo ano. Os dois atentados tinham sido reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Para além dos sete condenados à prisão perpétua, outros réus receberam penas de seis meses a 16 anos de prisão. Vinte e sete foram absolvidos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.