EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Acordo no Congresso dos EUA pode evitar novo "shutdown"

Acordo no Congresso dos EUA pode evitar novo "shutdown"
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Foi alcançado um acordo preliminar sobre o financiamento da segurança nas fronteiras dos Estados Unidos que deve evitar outra paralisação parcial dos serviços do governo na sexta-feira. O acordo inclui aproximadamente 1,4 mil milhões de dólares em financiamento para barreiras físicas.

PUBLICIDADE

Foi alcançado um acordo preliminar sobre o financiamento da segurança nas fronteiras dos Estados Unidos, que deve evitar outra paralisação parcial do governo na sexta-feira.

Os congressistas disseram que o acordo foi conseguido numa reunião à porta fechada, mas não está claro se o presidente dos Estados Unidos, Donal Trump, apoiou o acordo.

Trump queria 5,7 mil milhões de dólares para construir um muro na fronteira dos EUA com o México. O pedido provocou um impasse com os democratas que são contra sua construção.

A informação é que o acordo agora alcançado inclui aproximadamente 1,4 mil milhões de dólares em financiamento para barreiras físicas.

A anterior paralisação do governo norte-americano foi temporariamente interrompida para permitir que os negociadores encontrassem um compromisso.

As negociações recomeçaram pouco antes de um comício de Trump na cidade fronteiriça de El Paso, no Texas, onde o Presidente levantou a questão da imigração.

"O meu governo está empenhado em acabar com a imigração ilegal enquanto moderniza o sistema legal de imigração. Priorizar a admissão daqueles que se podem sustentar financeiramente e contribuir para a nossa economia. Pessoas com mérito merecem mérito," declarou Donald Trump.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aprovada medida que evita paralisação geral nos EUA

16 Estados em tribunal contra declaração de emergência de Trump

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"