A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Theresa May empenhada em manter "Brexit" no dia 29 de março

Theresa May empenhada em manter "Brexit" no dia 29 de março
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Theresa May avisou, esta segunda-feira, que adiar o dia do "Brexit" não resolve o impasse no Parlamento britânico sobre o acordo que regulará a saída do Reino Unido da União Europeia.

Numa conferência de imprensa após a Cimeira União Europeia - Liga Árabe, em Sharm el-Sheikh, no Egito, a primeira-ministra britânica sublinhou que espera que o"Brexit" ocorra no dia 29 de março, como previsto.

"Acredito que está ao nosso alcance sair com um acordo no dia 29 de março. Creio que é aí que todas as nossas energias devem estar focadas. Qualquer atraso é um atraso e não resolve o problema. Penso que há, como disse, a oportunidade de sair com um acordo a 29 de março e é nisso que vamos trabalhar", garante a governante.

A União Europeia informou, já, que está disposta a prorrogar o Artigo 50 caso o Parlamento britânico não consiga aprovar o acordo de Theresa May.

Para o presidente do Conselho Europeu, esta seria uma "solução racional".

Donald Tusk sublinha que "não há maioria na Câmara dos Comuns para aprovar o acordo, vamos enfrentar uma alternativa - um 'brexit' caótico ou a prorrogação. Acredito que na situação em que estamos, uma extensão será uma solução racional, mas a primeira-ministra May continua a acreditar que é capaz de evitar este cenário".

Londres quer garantias de Bruxelas, sobre a fronteira da Irlanda do Norte, uma questão fraturante no parlamento britânico.

A União Europeia fez saber que o acordo terá de ser aprovado pelos líderes do bloco até 22 de março para que o "Brexit"" ocorra no dia 29.