EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Um moçambicano entre as vítimas mortais no voo da Ethiopian Airlines

Um moçambicano entre as vítimas mortais no voo da Ethiopian Airlines
Direitos de autor REUTERS/Tiksa Negeri
Direitos de autor REUTERS/Tiksa Negeri
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Havia passageiros de vários países europeus, mas não portugueses.

PUBLICIDADE

 Não há esperança de encontrar sobreviventes do despenhamento de um avião da Ethiopian Airlines que fazia a ligação entre as capitais da Etiópia, Adis Abeba, e do Quénia, Nairóbi. A companhia de aviação confirmou, através do presidente, que todos os 157 ocupantes do Boeing 737 morreram. A queda deu-se seis minutos depois da descolagem, a 62 quilómetros de Adis Abeba.

A bordo viajavam pessoas de 33 nacionalidades, incluindo de vários países europeus. Não há portugueses entre as vítimas. Um cidadão de Moçambique estava na lista de passageiros, segundo a informação dada pelo presidente da transportadora. O Quénia é o país de onde era originária a maioria das vítimas mortais, 32. Havia também 18 cidadãos canadianos a bordo. Entre os europeus, havia oito italianos, sete britânicos, sete franceses e cidadãos de vários outros países como Holanda, Espanha, Áustria, Suécia ou Polónia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novo incidente de turbulência fere 12 pessoas em voo com destino à Irlanda

Milhares de iranianos reuniram-se em Tabriz para se despedirem do presidente Ebraham Raisi

Comandante das Forças Armadas do Quénia morre em acidente de helicóptero