Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Itália assina "nova rota da seda"

Itália assina "nova rota da seda"
Tamanho do texto Aa Aa

É a chamada "nova rota da seda" e não reúne consensos na União Europeia mas este sábado a Itália foi o primeiro Estado Membro e país do G7 a assinar o memorando de entendimento com a China.

A cerimónia contou com o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, e o presidente chinês, Xi Jinping, e membros dos governos dos dois países. O projeto prevê a aproximação do oriente com o ocidente através de um avultado investimento em comunicações e infraestruturas terrestres e marítimas em diversos países.

Os representantes das duas nações assinaram, ao todo, 29 acordos, sendo 19 deles ministeriais. De fora ficou o controverso sistema de comunicações G5.

Tanto a França e a Alemanha dizem-se céticos em relação ao projeto lançado por Pequim em 2013.

Na terça-feira, Xi Jinping vai encontrar-se em França com o presidente francês Emanuel Macron, com a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente da Comissão Europeia.

Na semana passada, a União Europeia publicou um plano com dez pontos em que sublinha que a China não é apenas um parceiro comercia mas também um rival.

A chamada "Belt and Road Initiative" já atraiu o interesse de países europeus como a Grécia, Hungria, Polónia e Portugal.