Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Primeiro-ministro do Sri Lanka condena atentados

Primeiro-ministro do Sri Lanka condena atentados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos atentados de domingo de Páscoa, Ranil Wickremeshighe, o primeiro-ministro do Sri Lanka, falou ao país, num discurso transmitido em direto pelas principais televisões nacionais.

"Encaro esta situação como algo muito sério e penso que o objetivo é desestabilizar o país e a economia," disse.

"Condeno este ataque de forma determinada, este ataque contra instituições religiosas e contra alguns hotéis da capital," continuou.

Ranil Wickremeshighe alertou ainda para as consequências do sucedido para a economia cingalesa, tanto a curto como a médio prazo:

"Sempre que algo assim sucede em determinado país, começa uma espiral negativa. O que vai acontecer é que o turismo vai ser afetado durante algum tempo," continuou.

"Foi isso o que aconteceu em vários dos países que passaram por este tipo de situações. Vamos também perder alguns fundos."

O líder do executivo cingalês já recebeu o apoio da União Europeia, dos Estados Unidos e da vizinha Índia, mas também de vários líderes políticos europeus.