Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Mais militares dos EUA na Polónia

Mais militares dos EUA na Polónia
Direitos de autor
REUTERS/Leah Millis
Tamanho do texto Aa Aa

Estados Unidos preparam o envio de mais tropas para a Polónia.

Donald Trump afirmou, esta quarta-feira, que está a considerar enviar mais mil militares norte-americanos, que se encontram na Alemanha, para a Polónia.

As declarações do Presidente dos Estados Unidos foram feitas no momento em que recebia o seu homólogo polaco, Andrzej Duda, na Casa Branca, em Washington.

Uma movimentação militar que é desejada por Varsóvia para deter uma possível agressão russa e reflete o desejo norte-americano de reforçar a presença militar na Europa de Leste.

"Como afirmado na declaração conjunta, os Estados Unidos e a Polónia continuam a reforçar a cooperação em segurança. A Polónia fornecerá bases e infraestruturas para apoiar a presença militar de cerca de mil militares americanos. O governo polaco vai construir este projeto sem custos para os Estados Unidos, é o Governo polaco que vai pagar por isto," afirmou Donald Trump.

Trump adiantou que "A decisão não está finalizada" e revelou que a Polónia solicitou trinta caças F-35.

Estes militares vão juntar-se aos 4.500 soldados norte-americanos já presentes na Polónia ao abrigo do acordo alcançado em 2016 com a NATO, em resposta à anexação da Crimeia por Moscovo em 2014.

Nem Trump nem Duda deram detalhes sobre quando terá lugar a movimentação militar.