A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cidadãos de Istambul regressam às urnas

Cidadãos de Istambul regressam às urnas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os residentes de Istambul regressaram este domingo às urnas numa repetição do escrutíneo realizado em março passado e anulado pelo governo devido a alegações de irregularidades.

O presidente do país, Recep Taypp Erdogan votou durante a manhã.

Em março o escrutíneo foi ganho pelo candidato da oposição, Ekrem Imamoglu, do Partido Republicano Popular.

Para muitos eleitores é fundamental que as leis sejam cumpridas.

"Esta segunda eleição, penso que vai resolver a maior parte dos problemas ao nível social, político e ético", afirma Gokturk Uyan, um residente e eleitor de Istambul; para outros contudo, a decisão da Comissão Eleitoral de anular o primeiro escrutíneo foi errada.

"Todos se oposeram à decisão da Comissão Eleitoral de repetir as eleições. Ninguém pensou que fosse normal. Espero que esta eleição decorra dentro das leis", afirma Varol Oncer, arquiteto e eleitor em Istambul.

O partido no poder é representado por Binali Yildirim, um aliado do presidente Erdogan.

Ekrem Imamoglu, do Partido Republicano Popular (CHP), representa a oposição. Antes, Imamoglu descreveu a anulação do primeiro escrutíneo como um golpe contra a demcoracia.