Ataques contra polícias em Tunes fazem um morto e vários feridos

Perímetro policial em torno do atentado suícida no centro da capital da Tunísia
Perímetro policial em torno do atentado suícida no centro da capital da Tunísia Direitos de autor REUTERS/Zoubeir Souissi
De  Francisco Marques com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pelo menos um elemento das forças de segurança perdeu a vida. Entre os feridos registados, há civis

PUBLICIDADE

Dois atentados, quase simultâneos esta quinta-feira de manhã em Tunes, capital da Tunísia, fizeram pelo menos um morto e oito feridos, incluindo dois civis.

Tudo indica que os atentados foram concretizados por dois bombistas suicidas.

No primeiro, uma pessoa fez-se explodir, pelas 10:50 da manhã, em Tunes (mesma hora em Lisboa), em frente de um carro da polícia na avenida Charles de Gaulle, uma via central da capital tunisina, não muito longe da embaixada de França.

Um dos polícias atingidos pelos estilhaços não resistiu aos ferimentos. Outros dois agentes ficaram feridos, tal como dois outros civis.

Poucos minutos depois, ocorreu outro ataque contra uma caserna da Guarda Nacional tunisina, nos arredores da capital.

Esta segunda explosão, resultante também de um suposto bombista suicida, provocou pelo menos quatro feridos entre as forças de segurança

Este segundo ataque aconteceu junto à porta traseira do complexo de Gorjani, numa ala onde estaria a decorrer uma reunião envolvendo elementos da Guarda Nacional, da polícia judiciária e dos serviços de investigação antiterrorismo, revelou Sofiène Zaag, porta-voz do Ministério do Interior da Tunísia.

Os dois atentados não foram reivindicados de imediato e acontecem em plena abertura da época turística no país e a poucos meses da realização de eleições presidenciais e legislativas, marcadas para outubro e novembro.

Pouco depois do duplo atentado desta manhã, foi divulgada pelos canais oficiais da Presidência Tunisina a notícia da hospitalização do Chefe de Estado.

Béji Caïd Essebsi, de 92 anos, foi transportado para o Hospital Militar de Tunes devido a doença grave.

O Presidente estará em "estado crítico", mas "estável", garantiu pelo Twitter Firas Guefrech, o principal conselheiro do líder tunisino, apelando a que não se dê importância a rumores sobre a situação.

تعرّض رئيس الجمهورية الباجي قايد السبسي صباح يوم الخميس 27 جوان 2019 الى وعكة صحيّة حادة استوجبت نقله إلى المستشفى العسكري بتونس.

Publiée par ‎Présidence Tunisie رئاسة الجمهورية التونسية‎ sur Jeudi 27 juin 2019
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque terrorista na Tunísia

Ataque suicida lança o caos no centro de Tunes

Presidente da Tunísia, Béji Caïd Essebsi: "Esperamos que a Primavera Árabe se realize em todos os países árabes"