A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bahamas em ruínas após passagem do furacão Dorian

Bahamas em ruínas após passagem do furacão Dorian
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Completamente em ruínas, foi como ficaram partes das Bahamas após a passagem do Furacão Dorian.

Um vídeo aéreo gravado na ilha de Grande Ábaco mostra a extensão da catástrofe.

Quilómetros e quilómetros de bairros inundados, prédios pulverizados, barcos virados ao contrário e contentores espalhados como peças de Lego.

As autoridades disseram que esperam mais do que as sete mortes já confirmadas.

A Cruz Vermelha prepara-se para o que identifica como uma "situação complicada e difícil" no terreno.

"A nossa prioridade, agora, é enviar uma equipa para o terreno e avaliar a nossa capacidade de estabelecer as operações, e poder prestar a assistência que as pessoas precisam," revelou o Coordenador de Gestão de Desastres da Cruz Vermelha Internacional, Raphael Hamoir.

Cerca de 13.000 casas nas Bahamas podem ter sido destruídas ou severamente danificadas pela maior tempestade, de sempre, a atingir o arquipélago. Mais de 60 mil pessoas necessitam de assistência alimentar.

Um único post no Facebook, do meio de comunicação local Our News Bahamas, convidando a indicar os nomes de pessoas desaparecidas, regista mais de 1.800 comentários desde que foi colocado, na terça-feira.