EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Tragédia histórica" nas Bahamas, diz PM

"Tragédia histórica" nas Bahamas, diz PM
Direitos de autor Reuters
Direitos de autor Reuters
De  Joao Duarte Ferreira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O balanço oficial dá conta de pelo menos 20 mortos prevendo-se que este número venha a subir

PUBLICIDADE

Nas Bahamas as autoridades continuam a avaliar as consequências da passagem do furacão Dorian.

Pelo menos duas dezenas de mortos é o balanço oficial prevendo-se contudo que venha a subir.
O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro do arquipélago, Hubert Minnis, que descreveu o evento como uma "tragédia histórica".

Falando após uma visita aérea às ilhas Ábaco, o alto funcionário alertou para o que descreveu como "devastação geracional" no norte do arquipélago que conta com cerca de 700 ilhas, das quais três dezenas são habitadas.

Na manhã desta quinta-feira, o furacão deslocava-se paralelamente à costa sudeste do estado norte-americano da Geórgia.

Os meteorologistas prevêm que os estados da Carolina do Norte e Sul serão igualmente afetados nas próximas horas.

Segundo estimativas das Nações Unidas, cerca de 70 mil pessoas precisam de ajuda urgente.

O presidente norte-americano, Donald Trump, já anunciou o envio de auxílio incluindo alimentos e materiais originalmente destinados às vítimas do furacão na Florida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bahamas em ruínas após passagem do furacão Dorian

Dorian devastou as Bahamas e segue para a Flórida

Furacão Dorian deixa rasto de destruição