Amber Rudd deixa governo de Boris Johnson

Amber Rudd deixa governo de Boris Johnson
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ministra do Trabalho sai em solidariedade com os deputados anti-Brexit expulsos do Partido Conservador.

PUBLICIDADE

Amber Rudd, até agora ministra do trabalho, é a mais recente de uma série de baixas no governo britânico liderado por Boris Johnson. Demitiu-se em protesto contra a expulsão do Partido Conservador dos deputados que votaram ao lado da oposição para impedir um Brexit sem acordo.

No seio do partido, Johnson conta com detratores e aliados.

"Estou escandalizado. O primeiro-ministro, que se diz conservador, deveria comportar-se como tal. Somos um partido que respeita o estado de direito e a constituição. O que ele está a fazer é destruir a constituição e agora diz que vai quebrar a lei. Isto é ridículo e vergonhoso", diz Dominic Grieve, deputado independente (ex-conservador).

Já Nigel Evans, deputado tory fiel ao primeiro-ministro, diz: "Uma vez saídos da bolha de Westminster e da metrópole de Londres, é extraordinário o sentimento de apoio a Boris e ao rumo que ele está a tomar. O que ele está a fazer é cumprir a promessa que os políticos fizeram ao povo, há três anos".

No sábado, centenas de pessoas saíram às ruas de Londres em protesto contra o governo de Boris Johnson e o Brexit e em defesa dos imigrantes. Segunda-feira, o primeiro-ministro vai v**oltar a tentar fazer com que o parlamento aprove eleições antecipadas**.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo