A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Trump diz que conversações de paz com taliban estão "mortas"

Trump diz que conversações de paz com taliban estão "mortas"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Destinadas a colocar fim a quase duas décadas de guerra no Afeganistão, as conversações de paz promovidas pelos EUA com os taliban estão mortas. Palavra de Donald Trump, que garantiu isso mesmo esta segunda-feira.

"Estão mortas. Mortas no que a mim diz respeito. Pensaram que tinham de matar pessoas para estar em melhor posição de negociar. Quando o fizeram, mataram 12 pessoas. Não podem fazer isso comigo. Por isso, as negociações de paz acabaram. Nos últimos quatro dias atingimos mais os talibãs do que em mais de uma década. É assim que será", sublinhou o presidente dos EUA.

O homólogo afegão, Ashraf Ghani, saudou os esforços de Trump e insistiu que as negociações diretas com o Governo têm pré-requisitos: "A paz não é possível sem condições e a negociação sem um cessar-fogo."

Na noite de sábado, o presidente dos EUA anunciou o cancelamento de uma reunião secreta, prevista para domingo, em Camp David, com líderes taliban e do Governo afegão. Os encontros deveriam decorrer separadamente.

Mas a gota de água foi o atentado de quinta-feira em Cabul reivindicado pelos taliban. Ao todo, 11 pessoas morreram, incluindo um soldado americano.