A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

“Citizen K” estreou em Veneza

“Citizen K” estreou em Veneza
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Estreou no Festival de Cinema de Veneza o documentário sobre a ascensão e queda de Mikhail Khodorkovsky. O crítico de Vladimir Putin já foi um dos homens mais ricos da Rússia, mas foi acusado de crimes financeiros e preso durante dez anos.

Alex Gibney, realizador de “Citizen K” vê o filme como “uma oportunidade para falar sobre como funciona o poder na Rússia”.

Aos jornalistas, falou sobre o trabalho com Khodorkovsky.

“Ele é extremamente distante quando o conhecemos pela primeira vez. Porque é tímido mas também porque é muito reservado e muito difícil de compreender. Por isso, não tinha ideia definida sobre ele. Sabia que era um tipo duro. Percebe-se imediatamente. É como se fosse construído como um tanque de guerra. E também podemos ver nos seus olhos e quando sorri, há aço no seu sorriso. Mas com o tempo percebemos que há um lado terno e que é interessante essa contradição”.

“Citizen K” é baseado em mais de 24 horas de entrevistas a Khodorkovsky, que agora vive na Grã-Bretanha.

A maioria sobre aos anos na prisão e sobre a detenção em 2003 na Sibéria.