A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ataque contra refinarias sauditas podem afetar mercados mundiais

Ataque contra refinarias sauditas podem afetar mercados mundiais
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um golpe que poderá inflacionar o preço dos mercados de crude a partir desta segunda-feira. O ataque com 10 drones no sábado contra as maiores refinarias da Arábia Saudita cortou com mais de 50 % da produção do Reino, ou seja 5 por cento do mercado global.

Os houthis, rebeldes iemenitas, alegadamente apoiados pelo Irão, reivindicaram a inédita ação e prometeram operações militares ainda maiores.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, centrou as acusações contra o Irão e indicou que Washington tem a capacidade e a vontade de responder a este ataque.

A guerra civil no Iémen teve início em 2015 e envolve uma coligação militar liderada por Riade em apoio ao governo local contra os rebeldes xiitas, alegadamente apoiados por Teerão, um apoio nunca reconhecido pela república islâmica num conflito que se travará pela supremacia da influência regional entre velhos rivais.