Última hora

Descubra o potencial da província de Malanje em Angola

Descubra o potencial da província de Malanje em Angola
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com uma altura superior a 100 metros, as Quedas de Kalandula são tão altas como as cataratas de Victoria. Situadas no rio Lucala, trata-se apenas de um entre muitos exemplos da espetacular beleza natural da província de Malanje.

Tilson Machado é angolano e desde jovem que conhece esta região. Na altura, ver as cataratas foi uma experiência arrepiante. Hoje em dia gosta de trazer aqui família e amigos.

"Aqui sinto o poder da natureza, e a natureza é magnífica", diz-nos.

Igualmente magnífico é o potencial do turismo, afirma o dono do único hotel da região que não teme mais concorrentes.

"Valeria a pena outros investidores investirem na zona, para que se criasse aqui um verdadeiro destino turístico, e assim sendo, que tivéssemos, em vez de uma unidade hoteleira, duas, três, quatro, cinco unidades hoteleiras, afirma Francisco Faísca, proprietário da Pousada das Quedas.

Foi aqui na pousada que a euronews conheceu um francês residente em Luanda que trouxe a família da Europa para conhecer a província de Malanje.

Michel Amon não poupou elogios ao local.

"As cascatas de Kalandula são simplesmente magníficas. Hoje vamos visitar os rápidos próximo de Malanje e a seguir vamos fazer um passeio às Pedras Negras" disse-nos com um ar de satisfação.

Os rápidos do rio Kwanza próximo à cidade de Malanje são igualmente outro espetáculo a não perder.

Mais tarde, voltámos a encontrar Michel e a sua família nas Pedras Negras. Foi aqui que a rainha angolana Njinga mbandi lutou contra as forças coloniais portuguesas no século XVII.

Outra atração da província de Malanje é a nova barragem hidroelétrica de Laúca. O reservatório do rio Kwanza tem 150 metros de profundidade e mais de 30 quilómetros de comprimento.

Mono Katusevana é supervisor da barragem e conhece a região muito bem.

"O nosso potencial turístico é muito forte em relação à fauna e flora e é totalmente virgem. Os turistas podem esquiar, subir e escalar as nossas montanhas, podem ainda fazer pesca desportiva", diz-nos.

A província de Malanje conta ainda com o parque nacional de Cangandala assim como a Reserva natural do Luando.

É aqui que encontramos a Palanca Negra Gigante, um outro símbolo nacional que adorna os aparelhos da companhia áerea nacional assim como os uniformes da seleção nacional de Angola.

Pedro Vaz Pinto é coordenador do projeto de conservação da Palanca Negra Gigante e passou 16 anos a estudar este animal que só existe em Angola e de que restam apenas algumas centenas de exemplares.

"Vejo que Cangandala tem um enorme potencial para o turismo de massas, digo mesmo turismo de massas pois acho que é muito importante mostrar a Palanca Negra Gigante às crianças, aos decisores e aos turistas em geral", afirma.

Mas o interessa da região não termina com a palanca negra. Segundo Pedro Vaz Pinto a reserva natural de Luando tem quase um milhão de hectares e muito que explorar.

"Tem rios enormes, hipopótamos, leõespara além de Palancas negras gigantes. Tem igualmente um enorme potencial para um tipo diferente de turismo, para aqueles que preferem passar uma semana a acompanhar e observar os animais no seu meio natural", afirma o biólogo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.