Última hora
This content is not available in your region

EUA já podem impor taxas aos produtos europeus

euronews_icons_loading
EUA já podem impor taxas aos produtos europeus
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos podem agora impor taxas aduaneiras a bens no valor de quase sete mil milhões de euros, provenientes da União Europeia, como retaliação pelos subsídios europeus à construtora aeronáutica.

A decisão foi tomada pela Organização Mundial do Comércio (OMC) ao fim de 15 anos de batalha jurídica. A OMC considerou que tanto a Airbus como a rival norte-americana Boeing receberam milhares de milhões de dólares em subsídios ilegais.

Angela Merkel reagiu enquanto parte interessada, já que a Alemanha é a maior economia da Zona Euro e o Estado é acionista da Airbus: "Vamos esperar para ver o que faz a administração norte-americana. Segundo a lei da OMC, perdemos este caso - não é uma decisão arbitral, é uma sentença de acordo com a lei internacional, o que pesar na Airbus, infelizmente", disse a chanceler alemã.

A comissão europeia respondeu com um tweet, onde diz estar pronta para negociar uma solução equilibrada para as indústrias aeronáuticas de ambos os países.

A União Europeia deve também poder impor tarifas aos Estados Unidos. A OMC deve decidir sobre o caso movido pela União Europeia, a propósito da Boeing, em 2020.

"Segundo as regras da OMC, não é só a indústria em questão que é penalizada. Qualquer produto pode ser abrangido - vinho, queijo, todo o tipo de bens industriais ou produtos de luxo", diz Tim Hepher, da Reuters.

Este braço-de-ferro pode significar uma nova guerra de taxas aduaneiras e piorar a tensão comercial já existente.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.