EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Manuscrito de Tolstoi exposto para celebrar a paz

Manuscrito de Tolstoi exposto para celebrar a paz
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Exposição em Genebra celebra os 100 anos da criação da Sociedade das Nações, antecessora da ONU.

PUBLICIDADE

Celebrar a paz através da literatura é o que propõem os organizadores desta exposição, que conseguiram que, pela primeira vez na história, uma parte do manuscrito de "Guerra e Paz", de Tolstoi, seja exposta fora da Rússia.

A preciosidade viajou até Genebra, na Suíça, onde faz parte de uma exposição que celebra os 100 anos do multilateralismo. A passagem que corresponde a esta parte do manuscrito não foi escolhida ao acaso. Trata-se de um diálogo entre duas das principais personagens, antes de uma batalha.

"Antes desta batalha, o príncipe André diz uma coisa muito lúcida: A guerra não pode, de forma alguma, ser comparada a um jogo de xadrez. A guerra é algo de sujo e abominável", explica  Jacques Berchtold, diretor da Fundação Martin Bodmer.

O centenário da fundação da Liga das Nações, antepassada da ONU fundada depois da Primeira Guerra Mundial, é o mote para esta mostra.

"Para nós, trata-se de trazer de volta as lições do passado: temos de trabalhar pela paz, a todos os níveis. A única forma de o fazer é através do multilateralismo", diz Tatiana Valovaya, diretora-geral das Nações Unidas em Genebra.

A exposição pode ser vista na fundação Martin Bodmer, em Genebra, até ao dia um de março.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cinco dos seis alpinistas desaparecidos nos Alpes da Suiça foram encontrados mortos

Temperaturas do Lago Léman sobem para níveis recorde

Apoio à Ucrânia em foco no segundo dia do Fórum Mundial Económico