Última hora

Primeiro-ministro da Etiópia é o novo Prémio Nobel da Paz

Primeiro-ministro da Etiópia é o novo Prémio Nobel da Paz
Direitos de autor
REUTERS/Tiksa Negeri
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro da Etiópia Abiy Ahmed Ali recebeu o Prémio Nobel da Paz deste ano. O galardão foi atribuído pelo Comité Norueguês do Nobel pelos seus esforços para “alcançar a paz e a cooperação internacional”, com os acordos de paz com a Eritreia.“Ainda que falte muito trabalho na Etiópia”, Abiy Ahmed Ali​ “passou os últimos meses a tentar alcançar a amnistia do país”, acabando com a censura dos meios de comunicação, promovendo a paz social, e aumentando a importância das mulheres na comunidade da Etiópia.

A ambientalista sueca Greta Thunberg, o Papa Francisco, o Presidente norte-americano, Donald Trump, e o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados eram outros dos principais candidatos ao Nobel da Paz, que foi anunciado esta sexta-feira.

Num ano com 301 candidatos - o quarto valor mais alto de sempre -, a lista de potenciais laureados com o Nobel da Paz tinha vários nomes reconhecidos internacionalmente entre as 223 pessoas nomeadas individualmente e as 78 organizações que concorreram a um dos mais cobiçados prémios do mundo.

Em 2018, o Nobel da Paz foi atribuído a duas personalidades que têm desenvolvido um trabalho contra a violência sexual, o Denis Mukwege e a yazidie, Nadia Murad.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.