Última hora
This content is not available in your region

Incêndios na Austrália estão cada vez mais intensos

euronews_icons_loading
Incêndios na Austrália estão cada vez mais intensos
Direitos de autor  Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Os incêndios florestais que deflagram na Austrália intensifiaram-se durante esta terça-feira.

Mais de 50 casas foram total ou parcialmente destruídas e 13 bombeiros ficaram feridos durante a noite, em Queensland, o estado mais populoso do país. Também em Nova Gales do Sul, só esta terça-feira surgiram 16 novos incêndios de um nível "fora do controlo", como descreveram as autoridades locais. Em Queensland, 60 incêndios florestais continuam ativos em todo o estado.

Foi emitido um aviso de emergência na zona de Noosa North Shore, perto de Brisbane, o qual obrigou à evacuação de várias zonas. Os residentes foram obrigados a largar tudo, muitos deles só conseguiram escapar de ferry.

Um incêndio perto de Yeppoon, em Queensland, destruiu 13 casas, incluindo a casa de Julie Heilbronn.

"Devastador. Devastador, é de partir o coração", disse Heilbronn.

Ventos fortes e temperaturas elevadas tem sido apontadas como as causas dos incêndios, As condições climatéricas não são as melhores para o combate e as autoridades dizem que os próximos dias não vão ser diferentes.

Victoria Dodds, do Instituto de Meteorologia da Austrália, disse que o vento, que tem sido "forte", vai piorar e "tornará as condições desafiantes para os bombeiros no terreno". A especialista admitiu também que as temperaturas em algumas regiões estão "seis a oito graus acima da média".

REUTERS/John Mair
Sidney coberta de fumoREUTERS/John Mair

Helicóptero de combate despenha-se

Um dos helicópteros de combate às chamas perdeu o controlo durante uma operação, perto de Brisbane. O piloto sofreu "ferimentos não fatais" e foi hospitalizado.

O porta-voz do governo disse que o piloto teve que fazer uma "aterragem forçada".

Autoridades investigam alegado fogo posto

Também em Sidney os incêndios proecuparam os bombeiros nos últimos dias. Dezenas de casas foram destruídas e várias zonas evacuadas. As autoridades admitiram, esta terça-feira ao fim do dia, que suspeitam de fogo posto em dois dos maiores incêndios da região, o de Turramurra e o do Royal Park em Loftus. Este último foi considerado pelo RFS (Rural Fire Service - Serviço de Incêndio Rural) "suspeito", por haver vários pontos de ignição no terreno.

Russell Crowe, o ator neozelandês que cresceu na Austrália, viu a casa da família arder esta terça-feira. No Twitter, o ator partilhou fotografias das cinzas e da propriedade destruída. Crowe escreveu na rede social que não estava na Austrália e que a sua família "estava bem e segura".

##