Última hora
This content is not available in your region

Processo para destituição de Trump avança

euronews_icons_loading
Processo para destituição de Trump avança
Tamanho do texto Aa Aa

Nancy Pelosi anunciou que o processo de destituição de Donald Trump vai avançar. Para a presidente Democrata da Câmara dos Representantes dos EUA os "factos são incontestáveis". Pelosi acusa o presidente norte-americano de abuso de poder em benefício próprio às custas da segurança do país:

"A nossa democracia está em jogo. O presidente não nos deixa outra opção a não ser agir, porque está a tentar corromper, mais uma vez, as eleições em seu benefício. O presidente abusou do poder, minando a nossa segurança nacional e comprometendo a segurança e integridade das nossas eleições. As suas ações desafiam a visão dos nossos fundadores e o juramento que ele fez de preservar, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos" afirmou Pelosi.

Sobre os referidos factos incontestáveis Pelosi não adiantou nada. Os Republicanos continuam a defender Donald Trump e lançam acusações aos Democratas:

"Hoje, com este anúncio ela enfraqueceu esta nação. Mas não é novidade, eles tinham escrita esta linha temporal, desde o dia em que prestaram juramento", acusou Kevin McCarthy, líder da minoria Republicana na Câmara dos Representantes.

No centro deste processo de "impeachment", lançado pela Câmara liderada pelos Democratas, está um pedido de Trump, à Ucrânia para que iniciasse uma investigação a Joe Biden. O ex-vice-presidente do país é um dos principais candidatos à nomeação democrata às presidenciais de 2020, nos EUA.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.