EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Compromisso de paz na Líbia

Compromisso de paz na Líbia
Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sob a égide da ONU, a Alemanha convidou as partes em conflito na Líbia e os seus parceiros internacionais para uma cimeira este domingo, em Berlim.

PUBLICIDADE

Os países que participaram na cimeira sobre a Líbia concordaram tornar efetivo o cessar-fogo iniciado há uma semana e o embargo de armas decretado pelas Nações Unidas, segundo anunciou a chanceler alemã, Angela Merkel.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, revelou que "as potências estrangeiras comprometeram-se a não interferir no conflito no país".

Sob a égide das Nações Unidas, a Alemanha convidou as partes em conflito na Líbia e os seus parceiros internacionais para uma cimeira este domingo, em Berlim.

Os presidentes da Rússia, Turquia e França e o secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo foram alguns dos líderes dos 12 países presentes. A União Europeia, a União Africana e a Liga Árabe também participaram no encontro de Berlim, depois de as negociações de Moscovo terem fracassado.

À margem da cimeira, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan reuniu-se com o primeiro-ministro líbio Fayez Sarraj, em Berlim. Sarraj lidera o Governo líbio reconhecido internacionalmente. Na capital alemã, também esteve o seu rival, o general rebelde Khalifa Haftar, que controla a maior parte do território líbio, incluindo os campos petrolíferos

O objetivo do Governo alemão com a realização desta cimeira é apoiar os esforços das Nações Unidas, para relançar o processo de paz e construir uma Líbia soberana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vice-chanceler alemão: "Não queríamos ver o que Putin anda a fazer"

Controversa visita de Erdogan a Berlim depois de ter apelidado Israel de "Estado terrorista"

Rússia captura aldeia na região de Donetsk