Última hora
This content is not available in your region

Europa é o novo epicentro da pandemia de covid-19

euronews_icons_loading
Europa é o novo epicentro da pandemia de covid-19
Direitos de autor  ΑΠΕ
Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde declarou que a Europa é o novo epicentro da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, isto aconteceu porque o número de casos de infeções por covid-19 na China diminuiu e tem vindo a aumentar em todo o continente europeu, com especial incidência em Itália.

O ex-primeiro-ministro italiano Mario Monti referiu que "desta vez, a Itália está a agir com disciplina e ordem" e esta não é a principal característica do seu país. O antigo governante sublinhou que os restantes países europeus parecem não ter, ainda, a real consciência do problema e que isso se explica por o covid-19 ter chegado mais tarde do que em Itália.

Mario Monti sublinhou que esta pandemia é um desafio e que vai testar a solidez da União Europeia. O atual senador acredita que está na hora dos 27 pensarem num sistema de saúde comum.

"Uma situação extraordinária como esta testa todos os limites do processo de integração da União Europeia, em especial os limites relativos à proteção da saúde pública". Monti defendeu que é muito grave que cada Estado-membro decida sozinho estas questões de saúde pública que afetam a todos.

Com a situação a agravar-se na Europa e em todo o globo, em especial no hemisfério norte, a Organização Mundial de Saúde anunciou um fundo solidário para que qualquer pessoa ou instituição posso contribuir para ajudar no combate ao novo coronavírus. Para isso basta ir aos portais da OMS e da ONU, na internet.

O fundo foi criado em parceria com as Nações Unidas e com a Swiss Philantropic Foundation. De acordo com a OMS são necessários, pelo menos, 609 milhões de euros até abril.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.