Última hora
This content is not available in your region

Itália prolonga o estado de quarentena

euronews_icons_loading
Itália prolonga o estado de quarentena
Direitos de autor  Alfredo Falcone/LaPresse
Tamanho do texto Aa Aa

O regresso à vida normal foi adiado - Itália prolonga o estado de quarentena. Um anúncio feito pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte, à medida que o número de mortos aumenta. Itália é o segundo país do mundo com maior número de casos do novo coronavírus.

Os médicos de Bergamo, exaustos, pedem ajuda.

O nosso pessoal de saúde, enfermeiros e médicos estão sempre a trabalhar em contra-relógio - inúmeras horas para combater esta situação incrível. Tenho duas mensagens. A primeira é para a população em geral - por favor fiquem em casa. A segunda mensagem é para quem quiser nos ajudar. Precisamos desesperadamente de enfermeiros e médicos, assim como de ventiladores e dispositivos de proteção. A organização não governamental CESVI está a ajudar-nos na angariação de fundos com base na plataforma "Go Fund Me". Portanto, se puder, por favor, ajude-nos. E se for profissional da saúde, é bem-vindo para se juntar a nós na luta contra o coronavírus. Obrigado, por tudo o que possa fazer.
Stefano Fagiuoli
Hospital Papa Giovanni XXIII

A Chinaenviou uma equipa de médicos com experiência no novo coronavírus para Milão.

Quarta-feira foi um dia difícil para Itália. Morreram 475 pessoas. Com o prolonagamento das medidas o primeiro ministro italiano evitar o colapso do sistema. No total, o país regista, aproximadamente, três mil mortes.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.