Última hora
This content is not available in your region

Burlões da Internet aproveitam-se da Covid-19

euronews_icons_loading
Burlões da Internet aproveitam-se da Covid-19
Direitos de autor  Euronews shooting
Tamanho do texto Aa Aa

Milhões estão confinados em casa há semanas, o que significa que a Internet tem sido a nossa única saída para o mundo". Entretanto, os criminosos também têm usado a Internet como uma forma de entrar no nosso mundo.

A quem nunca foi oferecida uma pechincha para comprar equipamento de proteção neste tempo de pandemia? Os e-mails de spam são um dos principais veículos para fraude, e fazer uma encomenda sair caro. As ideias de burla são quase infinitas. As associações de consumidores de toda a Europa estão a tomar medidas. Na Bélgica, a associação "Test-Achats" criou uma plataforma para identificar e denunciar abusos e encontrou mais de 400 infrações no espaço de um mês.

"O que surge repetidamente são aumentos de preços ou preços exorbitantes, especialmente para equipamentos de proteção, para máscaras e gel hidroalcoólico. Na Bélgica, pedimos que o preço das máscaras seja limitado, o que não é de modo algum o caso atualmente", diz a porta-voz da associação, Julie Frère.

A Europa pediu às principais plataformas em linha, como Amazon, e-Bay ou Facebook, que tomassem medidas concretas para eliminar as campanhas de marketing ilegais. Perguntámos ao Comissário Europeu de Justiça Didier Reynders como está a correr até agora.

"Conseguimos que as plataformas retirassem toda uma série de anúncios". Por exemplo, o Ali Express removeu 250.000 anúncios não conformes. O eBay, outra grande plataforma, bloqueou ou removeu mais de 15 milhões de anúncios. Este é um resultado encorajador. E, com a Eurojust, conseguimos lutar contra as burlas que visam o setor público", disse o comissário.

Apesar dos esforços conjuntos para impedir que os autores de fraudes façam fortuna com a pandemia, a criminalidade relacionada com a Covid-19 continua a ser um perigo. Usar uma máscara facial e lavar as mãos não vai protegê-lo contra este tipo de ameaças, por isso, como diz a Interpol: esteja vigilante, seja cético, esteja seguro.

Reportagem completa para ver em Unreported Europe.