Última hora
This content is not available in your region

Coreia do Norte corta comunicações com a Coreia do Sul

euronews_icons_loading
Coreia do Norte corta comunicações com a Coreia do Sul
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte vai cortar todos os canais de comunicação com a vizinha Coreia do Sul, incluindo a linha direta entre os presidentes.

O aviso foi proferido no contexto de uma crescente pressão do líder norte-coreano Kim Jong-Un para que o sul trave ativistas de lançarem panfletos de propaganda contra o regime por balões através da fronteira.

Pyongyang anunciou ainda que esta é apenas a primeira de uma série de ações em que qualifica o país vizinho de inimigo.

O contacto diário feito no Gabinete de Ligação Intercoreano na cidade norte-coreana de Kaesong termina a partir desta terça-feira.

O gabinete foi erguido em 2018 com o objetivo de reduzir tensões.

Norte e Sul estão tecnicamente em guerra pois não foi assinado qualquer acordo de paz quando as hostilidades da Guerra da Coreia cessaram em 1953.

Pyongyang tinha já terminado a cooperação com Seul no contexto de um impasse nas negociações com os Estados Unidos sobre o programa nuclear norte-coreano.

O principal ponto de discórdia, num processo em que culminou com o encontro histórico entre Kim Jong-un e o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é a desnuclearização progressiva do norte em troca do levantamento das sanções norte-americanas.