Última hora
This content is not available in your region

Lada faz 50 anos de existência

euronews_icons_loading
Lada faz 50 anos de existência
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O som da porta de um Lada, uma memória para milhões de pessoas. A história da mítica marca automóvel russa da era soviética começou há 50 anos com o Lada 2101. Nasceu com a ajuda da Fiat. Chamava-se inicialmente "Zhiguli" mas a fonética aproximada com Gigolô levou à alteração para Lada.

Fabricados pela AvtoVAZ, agora parte do Grupo Renault, os antigos Lada têm muitos admiradores e colecionadores. "Acho que a melhor sensação sobre o Zhiguli e outros carros daquela era é que somos nós a conduzir e não todos aqueles os aparelhos. É uma experiência especial, em muitos aspetos melhor do que conduzir um carro moderno", diz Gabor Tompa, colecionador.

Nos últimos anos, a Lada tentou ressurgir no mercado europeu mas acabou por deixar de ser vendido na União Europeia.

O Lada tem o estigma de ser um automóvel de pouca qualidade e com tecnologia obsoleta. Mas nos anos 70, o sentimento era outro.

O repórter da Euronews na Hungria, Adam Magyar, diz que "a juventude de hoje não pensa em luxo quando vê um Lada mas nos anos 70, o Zhiguli 1500 era um carro de grande prestígio, com qualidade interior e mesmo um apoio de braço no assento traseiro".