Última hora
This content is not available in your region

Protesto pacífico contra o Governo sérvio

euronews_icons_loading
Protesto pacífico contra o Governo sérvio
Direitos de autor  Darko Vojinovic/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de duas noites consecutivas de protestos e confrontos entre manifestantes e autoridades de segurança, as ruas de Belgrado voltaram a encher-se com milhares de sérvios que, na noite desta quinta-feira, se manifestaram pacificamente.

As pessoas permaneceram sentadas em frente ao Parlamento da Sérvia, algumas empunhando cartazes onde se lia "Senta-te, não caias na armadilha", numa alusão às provocações de manifestantes radicais que causaram graves distúrbios que resultaram em dezenas de feridos e detidos.

Os manifestantes têm vindo a protestar contra o Governo sérvio e o modo como tem lidado com a propagação da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Alvo das críticas, horas antes, o presidente Aleksandar Vucic, referiu que "esta não é uma situação agradável", mas não vai lamentar-se. O governante afirmou que os manifestantes mais violentos pretendiam agredir os agentes da polícia, "mas também causar sérios danos à Sérvia".

Os protestos tiveram início na terça-feira depois de o presidente ter anunciado a necessidade de impor novas medidas de confinamento devido ao aumento da Covid-19 no país.

Vucic foi acusado pela oposição de ter permitido o descontrolo da crise ao promover eleições legislativas no dia 21 de junho.