Última hora
This content is not available in your region

Miguel Oliveira beneficia da queda de Marc Marquez no GP de Espanha

Marc Marquez fazia uma grande corrida quando caiu a quatro voltas da meta
Marc Marquez fazia uma grande corrida quando caiu a quatro voltas da meta   -   Direitos de autor  AP Photo/David Clares
Tamanho do texto Aa Aa

O português Miguel Oliveira igualou o melhor resultado de sempre no MotoGP ao terminar este domingo o grande prémio de Espanha na oitava posição, numa corrida marcada pelas quedas do campeão Marc Marquez e pelo triunfo de Fabio Quartararo.

O espanhol, da Honda, sofreu uma primeira queda logo no início da corrida, recuperou até ao terceiro lugar, mas a quatro voltas do final viria a sofrer uma nova queda que lhe custou a fratura do braço direito.

Depois de ter sido operado no final do ano passado a um ombro, Marquez terá agora que voltar à mesa das operações e tem a presença praticamente descartada na corrida da próxima semana, o Grande Prémio da Andaluzia, de novo no circuito de Jerez de la Frontera.

O piloto confirmou pelas redes sociais a intervenção cirúrgica a realizar terça-feira, ilustrando a publicação com uma fotografia do braço já imobilizado.

"Às vezes as cosas não saem como queremos, mas o mais importante é levantarmo-nos e seguir em frente. Espero que tenha gostado da recuperação", escreveu o piloto oito vezes campeão do mundo, referindo-se à corrida que tinha acabado de fazer até à queda final.

Quanto à corrida, triunfo para o francês Fabio Quartararo (Yamaha), seguido pelo espanhol Maverick Viñales (Yamaha) e pelo italiano Andrea Dovizioso (Ducati).

Foi o primeiro triunfo francês no MotoGP em mais de vinte anos.

Miguel Oliveira (KTM) partiu do 15.° lugar da grelha, beneficiou das quedas que foram ocorrendo e alguns abandonos, acabando no oitavo lugar, a escassas centésimas do sétimo, o italiano Francesco Bagnaia (Pramac).

O português somou oito pontos e igualou o melhor resultado conseguido desde que se estreou em 2019 no "grande circo" das duas rodas: foi na Áustria, em agosto do ano passado.