Última hora
This content is not available in your region

Sondagem: Alemães confiantes na resposta à Covid-19, espanhóis pouco satisfeitos

euronews_icons_loading
Sondagem: Alemães confiantes na resposta à Covid-19, espanhóis pouco satisfeitos
Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Em tempos de crise as pessoas procuram liderança e durante esta pandemia de Covid-19 não houve exceção à regra, tanto a nível europeu como a nível nacional. De acordo com uma sondagem realizada pela Redfield and Wilton Strategies para a Euronews, percebemos que 58 % dos alemães consideram que a resposta do governo tem sido adequada. Menos convencidos estão os italianos, franceses e, em particular, os espanhóis, com 60 % dos inquiridos a considerarem má, a atuação do executivo.

Euronews
Está o seu governo a dar a resposta adequada ao recente aumento de casos de Covid-19?Euronews

A resposta europeia inicial à Covid-19 pouco concertada fez levantar a questão do valor acrescentado do projeto europeu. Se hoje houvesse um referendo sobre a permanência na União Europeia, os alemães e os espanhóis diriam claramente "sim", a maioria dos franceses dos italianos, teria mais dúvidas.

Euronews
Se em breve houvesse um referendo sobre a permanência do seu país na UE, como votaria?Euronews

E os espanhóis são o povo que mais considera ser benéfico pertencer à União. Os italianos são os menos satisfeitos.

Euronews
A pertença à União Europeia foi positiva ou negativa para o seu pais?Euronews

A crise do coronavirus terá ajudado a reforçar a consciência de que é preciso mais Europa no setor da saúde. Mais de três quartos dos espanhóis pensam que é necessária uma política europeia mais orientada para as questões dos cuidados médicos. Alias na Alemanha, em Itália e em França uma grande maioria considera ser necessária mais ações ligadas à Saúde. Aqui são poucos os que demonstram estar satisfeitos com a política atual.

Euronews
A pandemia demonstra a necessidade de "mais Europa" na política de Saúde pública?Euronews

A sondagem foi realizada entre os dias 17 e 18 com uma amostra de 1500 eleitores da Alemanha, Itália, França e Espanha com uma margem de erro de 2,53%. Os valores foram arredondados pelo que a soma total poderá não corresponder a 100%.