Última hora
This content is not available in your region

Artistas e técnicos portugueses enfrentam unidos a crise

euronews_icons_loading
Artistas e técnicos portugueses enfrentam unidos a crise
Direitos de autor  EURONEWS
Tamanho do texto Aa Aa

Quando em março, a pandemia levou ao cancelamento de todos os trabalhos que tinham agendados, os profissionais do setor audiovisual mobilizaram-se para recolher alimentos e ajudar os colegas em maiores dificuldades. A "União Audiovisual" ajuda atualmente 160 pessoas, todas as semanas, em diversos pontos de Portugal.

“Os nossos companheiros que vêm ter connosco são pessoas com família, casa, carro, filhos que vão à escola, que têm uma vida ativa e super estruturada e que, de repente, se viram privados disso tudo. Não estão habituados, nem estão inseridos nos canais da Segurança Social ou do Banco Alimentar. Nós éramos autossuficientes. Nós tínhamos a nossa indústria, a nossa subsistência”, realça Hugo Costa da União Audiovisual.

Como stage hand e operador de máquinas, Gonçalo Santarém faturava cerca de 5 mil euros por trimestre. Hoje depende da ajuda alimentar e não compreende o valor da ajuda que recebe do Estado: “Recebi 250 euros nesse mês de abril. Depois, o valor subiu, fizeram umas retificações e passou para 438 euros, mas com uma renda de 380 euros...”.

Para a recolha de alimentos, no Porto, que a Euronews acompanhou, contribuíram cidadãos que ouviram falar do movimento, mas sobretudo técnicos e familiares. Luís Ribeiro foi um deles, mas diz que faria o mesmo se não fosse técnico de iluminação: "Há pessoas que vivem situações muito complicadas, que têm, eu diria, apoios miseráveis, que são indignos na maior parte dos casos. Eu enquanto ser humano, antes de ser técnico e tudo o mais, sinto-me na obrigação, dentro daquilo que me é possível, de ajudar os outros".

Às críticas do setor, o Ministério da Cultura respondeu com mais três linhas de apoio. Uma delas, de mais de 30 milhões de euros, aberta esta semana, vai apoiar diretamente artistas, técnicos e outros profissionais.