Última hora
This content is not available in your region

São Paulo renova fachadas com arte

euronews_icons_loading
Edifício em São Paulo, após intervenção artística
Edifício em São Paulo, após intervenção artística   -   Direitos de autor  MIGUEL SCHINCARIOL/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Sobre o frio betão de São Paulo, cores e formas dão uma nova vida à cidade brasileira. O festival internacional de arte urbana NaLata está a transformar gigantes fachadas em telas e palcos verticais de eventos.

"A gente vai estar formando e colocando a cidade de São Paulo novamente como uma das grandes capitais do grafíti no mundo. Forma um grande corredor novo e que, somada toda essa área de pintura em um único evento, é o maior já feito", conta Luan Cardoso, curador do festival.

As restrições sanitárias impostas pela pandemia obrigam, para já, a que muitos assistam de longe ou através da internet.

Mas os nove artistas, do Brasil e do mundo, que integram o projeto, mantêm-se empenhados, "na esperança que a esperança volte às ruas".

Ao longo de 10 andares, Paola Delfin dá um toque humano à selva urbana

"No conjunto, a mensagem é uma mensagem de esperança, de que as coisas vão retomar o rumo. E agora vejo aqui muita gente a ver das janelas", revela a artista mexicana.

Uma mensagem particularmente importante para quem vive confinado e agora pode ver arte da janela, neste museu a céu aberto.