Última hora
This content is not available in your region

114 milhões de postos de trabalho extintos na UE

euronews_icons_loading
114 milhões de postos de trabalho extintos na UE
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Em 2020, perderam-se 114 milhões de postos de trabalho na União Europeia. As contas são do Eurostat que explica esta retração histórica no mercado laboral com a pandemia. A perda de emprego afetou mais as mulheres do que os homens, mas foram os jovens que sofreram o maior impacto - a taxa de desemprego entre os mais novos subiu 8,7 por cento.

Valdis Dombrovskis, vice-presidente executivo da Comissão Europeia, lamenta que "apesar dos melhores esforços da UE", a pandemia tenha abalado "seis anos de tendência positiva".

"Precisamos urgentemente da criação de empregos de qualidade, particularmente para os jovens, para quem, como resultado da crise, o aumento do desemprego foi o triplo da taxa de desemprego geral", declarou o núnero dois do executivo europeu.

Euronews
Fonte: Comissão EuropeiaEuronews

A Comissão Europeia apresentou a estratégia para o mercado de trabalho. Até 2030 quer ter 78 por cento da população empregada.

No plano está igualmente reduzir a diferença salarial entre homens e mulheres, e diminuir o número de jovens que não trabalham nem estudam.

Em 2019, havia 91 milhões de pessoas em risco de pobreza. Bruxelas quer tirar a corda da garganta de pelo menos 15 milhões nos próximos 10 anos.