Última hora
This content is not available in your region

Manifestantes de Myanmar desafiam a repressão

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Reuters e AP
euronews_icons_loading
Manifestantes de Myanmar desafiam a repressão
Direitos de autor  Mg Ny@n/Mg Ny@n
Tamanho do texto Aa Aa

De Myanmar continuam a chegar relatos de confrontos entre manifestantes e a polícia.

Apesar das mais de 550 mortes desde o golpe de Estado de 1 de fevereiro, os manifestantes juntam-se todos os dias em protesto contra a imposição do domínio militar. Nos últimos dias, foram detidos vários autores de sites que criticavam o novo governo.

Segundo informações avançadas pela Agência Reuters, forças de segurança da cidade de Monywa, no centro dos pais, dispararam este sábado contra uma multidão. Pelo menos quatro pessoas morreram e várias ficaram feridas.

Tal como noutras cidades e vilas, também os habitantes de Mandalay não mostram sinais de parar a oposição pública ao golpe que derrubou o governo eleito de Aung San Suu Kyi. A região tem sido um dos focos do movimento de protesto. Foi também um dos primeiros lugares onde as forças de segurança utilizaram meios letais para travar as manifestações, disparando sobre uma multidão num estaleiro em greve e matando duas pessoas.