Última hora
This content is not available in your region

Albaneses votam nas eleições legislativas no domingo

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Albaneses votam nas eleições legislativas no domingo
Direitos de autor  Visar Kryeziu/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Domingo, dia 25 de abril, é dia de eleições legislativas na Albânia, num clima de grande tensão entre os dois maiores partidos políticos. Na corrida estão 12 partidos e 8 candidatos independentes. Os eleitores podem agora escolher o candidato preferido juntamente com o partido, devido a mudanças na lei eleitoral.

A tensão entre os atores políticos e a violência marcou a campanha eleitoral. Na quarta-feira, o confronto político culminou com o assassinato de um apoiante do Partido Socialista. A polícia diz que tudo aconteceu durante uma discussão de apoiantes de partidos rivais.

O primeiro-ministro Edi Rama, do Partido Socialista no poder há oito anos, tem centrado a campanha da sua recandidatura na necessidade de dar continuidade ao que foi iniciado. "Tenho a certeza que no dia 25 de abril, a Albânia decidirá a nossa vitória, antes de mais nada nas duas maiores guerras: o terremoto permanece e a maldição da pandemia, contra a qual lutamos passo a passo", afirma Rama.

O candidato da oposição, do Partido Democrático, sublinha a necessidade de mudança, prometendo concretizar a integração europeia da Albânia. "Outros quatro anos como os últimos oito são inaceitáveis para qualquer albanês. As pessoas que querem a Albânia na União Europeia sabem que tudo isso é possível e se tornará realidade, apenas se votarem pela mudança", apela Lulzim Basha, líder do Partido Democrático.

O Partido Democrático integra uma coligação com o Movimento Socialista de Integração e com outros partidos da oposição. A fuga dos jovens foi o tema em destaque na campanha de Monika Kryemadhi: "A despovoação, jovens que saem do país, não se combate com palavras. É preciso intelecto, ação e esta equipa é clara no seu plano para fazer os jovens voltarem".

As eleições acontecem numa altura em que o país está altamente polarizado. Na campanha, os partidos acusaram-se uns aos outros pela falta de progresso, enquanto os problemas diários dos albaneses permanecem largamente por resolver.

"Quem quer que ganhe as eleições enfrenta desafios: a recuperação pós-pandemia, o desemprego, a consolidação das instituições e a construção de um sistema judiciário forte para combater a corrupção são apenas algumas das principais questões que o novo governo terá de enfrentar para aproximar o país da União Europeia", conclui a correspondente da Euronews, em Tirana, Xhoi Zajmi.