This content is not available in your region

África mais verde, o caminho lado a lado com a União Europeia

Access to the comments Comentários
De  Ana Serapicos  & Euronews
euronews_icons_loading
euronews
euronews   -   Direitos de autor  euronews

Lisboa foi palco do Fórum de Investimento Verde que debateu o papel da união europeia…na transição climática com continente africano.

Especialistas, investidores provados e líderes políticos do bloco europeu de países africanos participaram no encontro, o qual, mesmo assim, foi digital.

O secretário-geral das Nações Unidas António Guterres, abriu a sessão. Defendeu que a ação climática representa uma oportunidade investimento de três biliões de dólares em África até 2030, sublinhando a urgência de acelerar a aposta em energias renováveis.

"A ação climática é uma oportunidade de investimento de três triliões de dólares em África até 2030", disse António Guterres, assinalando que, apesar de o continente africano ser o mais rico em recursos solares, concentra apenas 2% do investimento em energias renováveis.

Ursula von der Leyen também participou. A presidente da Comissão Europeia diz que criar um pacto ecológico semelhante àquele que existe na Europa é a solução para o continente africano.

O Banco Europeu de investimento, um dos organizadores do Fórum, juntamente com a Presidência Portuguesa da União Europeia, investiu, só no ano passado, 5 mil milhões de euros no continente africano. Neste fórum, anunciou novos projetos. O presidente do Banco Europeu de Investimento anunciou mais três projetos em África com um financiamento por parte do BEI de 350 milhões de euros.

Investir incluindo em países de língua oficial portuguesa, os quais já têm uma ligação com Portugal.

Entrevistado pela Euronews, Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros em Portugal, confirmou a "forte" corporação entre os PALOP e Portugal, "nas áreas ambientais, e nas áreas de abastecimento de recursos essenciais como a água", admitiu o ministro português.

Adjany Costa
euronewsAdjany Costa

Angola no caminho climático, com projeto em Benguela

Em entrevista exclusiva à Euronews, a antiga ministra do Turismo e Ambiente de Angola, Adjany Costa e atual conselheira da Presidência angolana, partilhou um projeto de energias renováveis que arrancou no mês de março em Benguela. "É dos maiores projetos do género no país" e vai permitir abastecer mais de 20 aldeias na localidade.

Adjany Costa fala de um Fórum de investimento produtivo, que "não olhou só para as nuvens cor-de-rosa" e que se concentrou "nos problemas". A ex-ministra do governo angolano admite que "para se encontrarem soluções, precisamos de endereçar o problema".